Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O cientista belga Pat Sandra foi doutorado Honoris Causa pela Universidade de Évora, juntamente com o cientista português e agora Deputado Alexandre Quintanilha, numa cerimónia onde esteve também o Primeiro Ministro António Costa.

Alexandre Quintanilha, que manifestou estar “totalmente” surpreendido com o doutoramento pela UÉ, mas que o considera “uma honra muito grande”, argumentou ainda que, no campo da ciência, Portugal “continua a ser hoje em dia um sítio que está a ser observado pelos lá de fora como uma experiência de sucesso com muito poucas semelhanças com o que se passou no resto do mundo”.

A sessão de atribuição dos graus de Doutor Honoris Causa aos dois cientistas contou ainda com a presença de outras figuras do PS, como o Presidente do Partido, Carlos César, entre outros, e do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Quanto ao belga Pat Sandra, o Honoris Causa “não é mais do que o reconhecimento pelo seu inestimável contributo para a ciência, em sentido lato, e para a química analítica e a ciência separativa em particular”, segundo o Conselho Científico da UÉ. A universidade alentejana destaca também o apoio do cientista “ao desenvolvimento da ciência cromatográfica em Portugal”.

“E muito especialmente o seu apoio inestimável ao desenvolvimento e crescimento das técnicas analíticas de separação na Universidade de Évora, principalmente, através do seu contínuo apoio pessoal, como cientista e investigador, sem esquecer o seu desinteressado apoio material ao longo de mais de dez anos de colaboração”, acrescentou o Conselho Científico da academia alentejana.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.1