Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

No próximo sábado, dia 27 de janeiro, Aldina Duarte apresenta o seu mais recente espetáculo “Quando se ama loucamente” na Bélgica, a convite do canal de rádio Klara, operado pela Vlaamse Radio – en Televisieomroep (VRT).

O espetáculo realiza-se no âmbito do evento Klara in deSingel e terá lugar às 20h00 na Rode Zaal.

Para este concerto, Aldina Duarte convidou o pianista Filipe Raposo, com quem partilhará o palco pela primeira vez, contando ainda com os músicos com quem trabalha habitualmente, Paulo Parreira na guitarra portuguesa e Rogério Ferreira na viola.

Aldina Duarte é reconhecida como uma das grandes vozes atuais do fado, pela sua personalidade artística inconfundível e pela sua singular capacidade interpretativa. Com uma intensa carreira de concertos nas principais salas de espetáculo portuguesas e em grandes festivais e temporadas internacionais, a sua paixão pela literatura levou-a a aliar ao repertório musical dos grandes fados estróficos tradicionais uma escolha cuidadosa dos poemas que canta, sendo ela própria autora de muitas das suas letras, bem como de outras cantadas por outros fadistas destacados como Camané, Carminho, Ana Moura, Mariza ou António Zambujo.

Colaborando frequentemente em projetos interdisciplinares que cruzam o Fado com outras expressões artísticas e culturais, é autora de diversos projetos de divulgação do Fado, e tem realizado conferências nos Festivais de Fado de Madrid, Sevilha, Bogotá e Buenos Aires. No Museu do Fado coordena a entusiástica Comunidade Fado Para Todos, espaço privilegiado de partilha e reflexão crítica sobre o universo poético-musical do Fado.

E quando a forma faz jus ao conteúdo, temos um disco escrito por Aldina Duarte, – “Quando se ama loucamente” – um elogio da paixão, que nasce da oferta de um tema inédito de Manuel Cruz (Ornatos Violeta) a Aldina. Um tributo à escritora Maria Gabriela Llansol e um encontro do fado com diversas artes: fotografia, grafismo, pintura e literatura, tendo como convidados especiais, Hélia Correia, João Barrento, Maria do Rosário Pedreira e Pedro Cabrita Reis.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.6