Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A cerveja minhota “Letra” viajou até Bruxelas e foi apresentada no Café Portugal

Foto: Pela Nossa TerraFoto: Pela Nossa Terra

Dois ex-alunos da Universidade do Minho criaram uma empresa que se dedica à investigação e produção de cerveja artesanal​. Os dois jovens criaram cervejas com sabores e estilos diferentes para diferentes letras do alfabeto e em 2013 lançaram no mercado a marca Letra da Cerveja Artesanal Minhota. Neste momento a empresa sediada em Vila Verde está à procura de novos mercados externos. Em ano de aposta na internacionalização, a cerveja artesanal vilaverdense marcou presença em Bruxelas numa acção de promoção e divulgação junto de consumidores e empresários belgas. A iniciativa foi apadrinhada pelo eurodeputado José Manuel Fernandes e realizou-se no Café Portugal.

 

Em dia de dérbi entre o Benfica e o Sporting, o Café Portugal e a Casa do Benfica de Bruxelas decidiram abastecer o frigorífico com cervejas artesanais Made In Portugal. A marca de cerveja criada pelos antigos estudantes da Universidade do Minho está a tentar conquistar o mercado externo e para isso nada melhor do que começar por um país tradicionalmente conhecido pela produção e consumo da cerveja. A história desta marca remonta ainda aos tempos académicos de Filipe Macieira e Francisco Pereira. Os dois colegas completaram o mestrado integrado em Engenharia Biológica na UMinho em 2008. Depois de terminarem os seus estágios curriculares, Filipe na indústria cervejeira na República Checa e Francisco na Unicer, integraram projetos de investigação na academia minhota onde realizaram os seus doutoramentos.

A ideia de produzir cerveja artesanal surgiu de uma forma natural, pois ambos os investigadores possuíam saberes técnicos e científicos para o desenvolvimento de cervejas diferenciadoras das produzidas e consumidas até então no mercado nacional. No departamento de engenharia biológica da UMinho montaram as instalações-piloto onde desenvolveram e aperfeiçoaram os processos cervejeiros e em 2011 receberam o primeiro prémio de melhor Spin-off Agro-Indústrial do ano 2013 pelo Ministério da Agricultura. A LETRA – Cerveja Artesanal do Minho foi lançada pela FermentUM em Outubro de 2013 no mercado português. Trata-se de uma cerveja produzida através de métodos de fabrico artesanais e ingredientes 100% naturais – água, malte e lúpulos – que lhe conferem um caracter único e especial, resultado das suas propriedades organoléptidas, que a distinguem das cervejas atualmente produzidas e consumidas em Portugal: mais turva, mais aromática e muito mais intensa.

 

Uma marca que já soma 15 prémios internacionais 

A cerveja é composta por 4 gamas principais: Letra – a gama base Letra; Letra on Oak – cervejas envelhecidas em diferentes barricas de madeira; Letra Craft Trials – cervejas experimentais e exclusivas; e Letra Collabs – colaborações com outras marcas e projetos. Actualmente a marca já soma 15 prémios internacionais e, para além da produção, em março de 2017, os dois jovens também inauguraram a Letraria – Craft Beer Garden no Porto, um espaço com mais de quatro dezenas de torneiras em rotação, e uma bottle shop onde têm uma grande variedade de cervejas artesanais nacionais e internacionais.

Neste momento, o maior desafio é o mercado internacional ? Em Bruxelas e em dia de dérbi, os jovens optaram por jogar em casa e serviram a cerveja essencialmente à Comunidade Portuguesa presente no Café Portugal, mas o próximo passo será colocar a cerveja disponível nos cafés belgas. O objectivo será ir até um café belga e enquanto se dá duas de letra, bebe-se uma cerveja Letra também.

 

 

Gostou deste artigo? Vote e participe!
Votação do Leitor 4 Votos
9.3